Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

AQUI HÁ GATA...

Ai há, há!



Sexta-feira, 01.02.13

Vamos ao cinema?

Hoje acordei cheia de ideias e com muita vontade de escrever. Mas vamos por partes. Ontem deitei-me a pensar que seria melhor ir ao cinema o mais rápido possível e aproveitar antes que se lembrem de fechar por aqui umas salas também. Acho que o meu cérebro deve ter ficado a ruminar nisto durante a noite, pois quando acordei a primeira coisa de que me lembrei foi dos tempos de escola em que eu e os meus amigos fazíamos "excursões" à cidade, nas férias, para irmos ao cinema. Como já devem ter percebido, não sou moça da cidade, mas também não moro onde Judas perdeu as botas, 'tá? Em pequena vinha sempre com os meus pais até à civilização, sim? Mas com os colegas a coisa já era diferente... Como não vivíamos na cidade, não podíamos propriamente ir ao cinema quando nos apetecia, por exemplo, ao fim-de-semana... Era necessária toda uma logística para que isso acontecesse. Então, a partir do nono ano, instituímos uma espécie de ritual que passava por, durante as férias, um pequeno grupo juntar-se e ir ao cinema. E, olhando agora, perceber o bom que era e o tão pouco que custava, comparativamente com o que custa ir hoje ver um filme). Lembro-me que os meus pais não costumavam dar-me mais de 15 euros. Esse dinheiro dava para a camioneta (e o que eu gosto de dizer camioneta da carreira?) - ida e volta - para o bilhete e para o almoço. Sim, porque isto era à grande e à francesa, metia almoço e tudo! E o que nós gostávamos disto? Era óptimo... Às vezes nem havia propriamente um filme que quisessemos mesmo ver, mas adorávamos ir na mesma... Íamos passear, conversar, ver as vistas e, claro, ver um filme.

Há muito tempo que não vou ao cinema e, nos últimos anos, tenho-o feito muito poucas vezes. Acabo por ver muitos filmes na televisão e comprar outros tantos em DVD (não sou de pirataria, aliás acho que nem sem "descarregar" um filme ilegal...). E como sou uma pessoa que se incomoda bastante coma a falta de civismo dos outros, uma ida ao cinema é coisa para me deixar possuída. Lembro-me que durante as férias fui, com a minha irmã, ver o Magic Mike (sim, aquele filme com os gajos bons e despidos) a um dia de semana à tarde. Resultado: éramos as únicas na sala... (Aquilo deve ter dado a impressão de que éramos taradonas, não?) E valeu a pena, sim, lavámos as vistas (ó se lavámos) e não tivemos que aturar ninguém...

Eu gosto muito de ver filmes de animação, pelo que levo sempre com muitas crianças na sala. Será que era pedir muito aos papás e mamãs que lhes ensinassem como se devem comportar? Será? É que eu, campónia e provinciana, sempre que, em pequena, fui ao cinema com a minha mãe e irmã, não me lembro de ter feito aquelas figuras... Isso e deixarem de levar miúdos demasiado pequenos para perceber o filme e que, por isso mesmo, passam o tempo todo a disparatar... E os adolescentes com as hormonas aos saltos? Ui, ui... Do melhor?

Isto já vai muito longo, é melhor ficar por aqui para não afugentar a clientela.

 

P.S.: Mais tarde, vai para o ar aquele post em que vou falar daquele assunto que ontem disse que me dava azia...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Smelly Cat às 11:10



Mais sobre mim

foto do autor


Smelly Cat

O meu lema é: devagar, devagarinho e pela sombrinha. Preguiça é o meu nome do meio. Sou roliça e bato em quem disser que sou gorda! Sou dona e senhora do meu focinho e não gosto que se metam comigo...

Contacto

aquihagata@gmail.com

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Estou a ler...




Este blog é fã da Mafalda!

Ela é que devia mandar nisto tudo!...